+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

ABDI investe em programa da Impact Hub que dará escala global a novos negócios

21/01/19
sri_adm

ABDI investe em programa da Impact Hub que dará escala global a novos negócios

As portas de uma rede mundial, com 16 mil participantes de mais de 50 países, estarão abertas para empreendedores de sete cidades do Brasil a partir de março de 2019. Com investimento de R$ 250 mil da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, a Impact Hub vai disseminar o Programa Accelerate 2030, criado há dois anos em conjunto com a Organização das Nações Unidas (ONU). Representantes das entidades se reuniram nesta terça-feira (11), na sede da ABDI, para a assinatura do acordo.

O Accelerate 2030 gera oportunidades e aumento de escala para empreendimentos que contribuam para alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. “Os grandes desafios para as questões de sustentabilidade são uma tendência mundial que a gente quer que o Brasil siga. Qualquer projeto ou negócio em um futuro próximo terá que ter este viés”, ressalta Cynthia Mattos, gerente de Desenvolvimento Produtivo e Tecnológico da ABDI.

A estratégia passa por apoiar negócios de alto impacto, com potencial de gerar efeitos econômicos, sociais e ambientais positivos em escala global. “Hoje há uma nova visão dos cidadãos sobre as marcas e os produtos. Isso é estratégico. Há clientes que demandam que as empresas adotem uma agenda positiva. E essa é uma oportunidade para as empresas se posicionarem de maneira distinta e abrirem novos mercados. Dentro da Agenda 2030 da ONU foram identificadas pelo menos 60 novas oportunidades de negócios que vão de mobilidade urbana, telemedicina, a energia renovável”, explica Luciana Aguiar, gerente de parceria e desenvolvimento do setor privado do PNUD.

A meta da Impact Hub é selecionar entre três e cinco empreendimentos em cada uma das sete cidades brasileiras com presença da organização: Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Manaus, São Paulo e Recife. Será feita uma chamada pública entre março e abril de 2019 para o mapeamento e escolha dos candidatos. Os selecionados passam por seis meses de capacitação.

“A gente visa trazer empreendedores que já estão em um nível maior de maturidade dos negócios, com produtos e clientes. Fazemos um mapeamento e uma análise de como podemos fortalecer o modelo de negócio, com a nossa expertise e realizando mentorias”, pontua Deise Nicoletto, CEO e fundadora da Impact Hub em Brasília.

Ao final do período, o objetivo é ter pelo menos três negócios para participarem de um programa de nove meses na Impact Hub de Genebra, na Suíça. “O foco em desenvolvimento é grande, mas é uma oportunidade destes empreendedores entrarem numa rede global. Lá, a gente vai abrir um processo para que eles escalem os seus negócios para outros países”, completa Deise.

A ONU propôs que os seus 193 membros assinassem um plano global composto por 17 objetivos e 169 metas para que esses países alcancem o desenvolvimento sustentável em todos os âmbitos até 2030.

Fonte: ABDI