+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Fórum Regional de Inovação Agropecuária discute novos panoramas e desafios do setor

12/08/19
sri_adm

Fórum Regional de Inovação Agropecuária discute novos panoramas e desafios do setor

Foi realizado em Cascavel, nesta quinta-feira (08), mais uma edição do Fórum Regional de Inovação Agropecuária, promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com o Programa Oeste em Desenvolvimento e apoio do Sebrae/PR.

O encontro integra a programação de diversos fóruns regionais que serão realizados em todas as regiões do País, com o objetivo de propor pautas para favorecer a inovação no campo e a imagem do Brasil como agregador de valor na produção. Essas pautas serão reunidas e discutidas em um fórum nacional que acontecerá em Brasília, em 2020.

“O intuito é fazer um diagnóstico do ambiente de inovação das diversas regiões do Brasil. Queremos entender o que nós temos que fazer para essa região se tornar um grande desenvolvedor, usuário, exportador e difusor da inovação agropecuária, entendendo também quais são os obstáculos e gargalos que os ofertantes de inovação enfrentam. A partir disso, iremos fazer um documento oficial com a compilação dos dados colhidos em todos os fóruns realizados e levaremos para Brasília uma pauta única de inovação para que o governo possa criar diretrizes e políticas públicas que realmente supram as demandas do setor”,  detalhou o coordenador-geral de Articulação para Inovação do Mapa, Benedito João Gai Neto.

O evento teve dois painéis com os temas: “demandas locais de modernização, tecnologia e inovação”, com a presença do diretor executivo da Frimesa, Elias José Zydek, vice-presidente da Lar Agroindustrial, Lauro Soethe e moderação do diretor técnico da Fundetec, Carlos Alberto Schulze;  e “ecossistema e ofertas de inovação”, com a presença do diretor de operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini, do diretor de relações institucionais e desenvolvimento de negócios da Visiona Tecnologia Espacial, Luiz Henrique Godinho, do diretor de relações institucionais da Tim, Leandro Guerra, com moderação do coordenador do Iguassu Valley, Jadson Siqueira.

No primeiro painel, Elias Zydek destacou os desafios enfrentados pelo setor da agropecuária, dentre les, o acesso à tecnologia. “A agropecuária brasileira ainda enfrenta barreiras tecnológicas e de acessibilidade no campo. Estar aqui, com a presença de vários atores do setor, é importante para alinharmos possíveis soluções que poderão melhorar a nossa produtividade”, contou.

Já no segundo painel, o diretor de operações do Sebrae/PR enfatizou o desejo dos paranaenses de serem referências em inovação.

“O Sebrae/PR e o Ministério da Agricultura estão na mesma sintonia. O Paraná está se posicionando a nível mundial com a ambição de ser o estado mais inovador do Brasil. O Mapa, por sua vez, tem desenvolvido diversas ações e encontros que visam melhorar o cenário inovador na agropecuária. É isso que estamos construindo aqui: inovação, parcerias e soluções importantes que levam a experiência do Oeste do Paraná a grandes patamares”, enfatizou.

Após a realização dos painéis, o evento propôs aos participantes a realização de uma atividade em canvas, que identificou o cenário geral da agropecuária na região Oeste do Paraná. Uma das perspectivas apontadas pelo coordenador do Show Rural Digital e analista de infraestrutura da Coopavel, José Rodrigues da Costa Neto, é a necessidade de aumentar a produtividade local.

“Nos próximos 10 anos, o Brasil tem a possibilidade de aumentar a produtividade em mais de 40%, sem aumentar a área. Nosso desafio para atingir as demandas é tão grande que se não tivermos responsabilidade e competência, não iremos chegar nem perto de alcançar os objetivos. Só conseguiremos alcançar esses resultados com tecnologia e inovação. Esse Fórum é um passo importante para que isso aconteça”, indica o analista.

Para apresentar uma das muitas possibilidades de inovar no campo, a startup Eagle Power esteve no Fórum para expor uma solução que aumenta a produtividade no campo e ajuda o produtor a identificar quais são as maiores potencialidades e fraquezas de cada talhão.

“Nós oferecemos o mapeamento de precisão feito com drones para o agricultor ou gestor da fazenda identificar o que realmente está acontecendo na lavoura. As imagens, feitas com tecnologia em infra- vermelho, identificam a área plantada, proporciona a visualização precisa sobre os locais de perda e já oferece um outro mapeamento com possíveis soluções que podem ir desde a drenagem até a mudança do plano de altimetria da plantação”, explica Arnaldo dos Santos Neto, representante da empresa.

Segundo dados do Mapa, atualmente, cerca de 67% das propriedades agrícolas do país usam algum tipo de tecnologia, seja na área de gestão dos negócios ou nas atividades de cultivo e colheita da produção. Em Cascavel, o Fórum Regional de Inovação Agropecuária reuniu mais de 160 participantes, entre produtores, representantes de cooperativas locais, professores e acadêmicos de instituições de ensino, empresários de tecnologia e inovação e desenvolvedores de startups para a agropecuária.

 

Fonte: Agência Sebrae