+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Lideranças do Oeste debatem saída da crise gerada pelo coronavírus

06/04/20
sri_adm

Lideranças do Oeste debatem saída da crise gerada pelo coronavírus

Cientes da urgência da construção de um plano comum de retomada socioeconômica pós-coronavírus, lideranças da região participaram de webconferência nessa sexta-feira, 3. A reunião virtual, que contou com representantes de mais de 50 entidades, foi convocada pelo Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), juntamente com a ACIFI e Codefoz, que são a associação comercial e o conselho de desenvolvimento de Foz do Iguaçu.

O diálogo serviu de alinhamento de ações para a elaboração do plano regional de emergência para minimizar os impactos econômicos e sociais que o Oeste enfrenta, e apontar a retomada do desenvolvimento a curto, médio e longo prazo. Nesta segunda-feira, 6, o debate, estudo e avaliação do atual contexto de crise continua, com o recolhimento de ideias e sugestões.

Presidente do POD, Danilo Vendruscolo explicou que é o momento da sociedade civil organizada apresentar soluções e propostas para balizar a ação governamental. “Iniciamos a elaboração de um plano para as nossas autoridades municipais, estaduais e federais. Com a representatividade e a força de nossas entidades, estamos promovendo um amplo debate e reunindo sugestões para vencermos essa crise”, apontou.

O assessor especial do diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, coronel Jorge Áureo, enfatizou a importância da união de vários segmentos em torno e um plano necessário de enfrentamento dos desafios colocados para Foz e região. “Temos de focar na nossa gente e no emprego. Essa sinergia entre os líderes que conduzem as cidades é essencial para o destino das cidades da região”, apontou.

O presidente da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná (Caciopar), Alci Rotta Junior, mostrou-se confiante no retorno à normalidade da atividade social e econômica. Ele destacou que a entidade trabalha para reabertura gradativa do comércio, seguindo os protocolos de segurança. “Vamos tentar recuperar as vagas de emprego. A Amop está elaborando um plano de contingência de abertura do comércio, que poderá ser seguido pelos municípios”, explicou.

Para o presidente do Codefoz, Mario Camargo, o momento pelo qual a região e o país passam não tem precedentes na história. “É uma das situações mais difíceis que já enfrentamos, mas com trabalho, inteligência, articulação e ouvindo a todas as entidades teremos sucesso em nossas ações e atitudes”, sublinhou.

Plano para vencer a crise

De acordo com Danilo Vendruscolo, o trabalho de elaboração do plano emergencial para o Oeste será mediado e organizado pelo Sebrae, escolhido pelas entidades da sociedade civil  da região para ser o agente técnico nessa construção.

 Esse programa para a região – que abrange 54 municípios e cerca de 1,4 milhão de habitantes, partirá da análise sobre a profundidade da crise, por meio de levantamentos e diagnósticos técnicos, seguido das ações, soluções, projetos e investimentos necessários para a retomada do desenvolvimento.

Representatividade – A plenária virtual reuniu as seguintes organizações: Programa Oeste em Desenvolvimento, Codefoz, ACIFI, Itaipu Binacional, Fundação Parque Tecnológico Itaipu, Prefeitura de Foz, Sebrae, Comtur, Sindhotéis, Fundo Iguaçu, Sindetur, Visit Iguassu, Polo Iguassu, OAB, CRO, Faciap, Caciopar, AMOP, Observatório Social Brasil, Unicin/CEAC, UDC, Sindifoz,  Sindilojas, Igreja Católica, Igreja Evangélica, Maçonaria, Centro Cultural Beneficente Islâmico, Justiça Federal,  Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho, Alfandega da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil.

Fonte: Oeste em Desenvolvimento