+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Novo prazo de inscrição de consórcios no Ciência na Escola vai até 12 de julho

01/07/19
sri_adm

Novo prazo de inscrição de consórcios no Ciência na Escola vai até 12 de julho

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Ministério da Educação prorrogaram na última segunda-feira (24) o prazo de inscrições da chamada de instituições do programa Ciência na Escola. O novo prazo de submissão é 12 de julho. As inscrições são feitas pelo site www.ciencianaescola.gov.br na aba “Chamada Instituições”.

A mudança no cronograma se deve a pedidos enviados ao ministério para prorrogação do prazo, assim como possibilitar maior concorrência para submissão das melhores propostas. O novo prazo não altera a contratação dos projetos e a realização de um seminário com as propostas escolhidas previstos para este ano.

Podem participar da chamada universidades federais, que devem se coligar obrigatoriamente ao menos a um Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IF) ou Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet). Também podem compor o consórcio instituições de ensino superior públicas ou privadas, Institutos de Ciência e Tecnologia, redes educacionais estaduais e municipais e espaços científicos e culturais, como museus, planetários e observatórios.

Ciência na Escola
O objetivo do Ciência na Escola é aprimorar o ensino de ciências na educação básica, promover o ensino com foco na solução de problemas, intensificar a qualificação de professores para o ensino de ciências, estimular o interesse dos jovens pelas carreiras científicas e popularizar a ciência.

O investimento total será de R$ 100 milhões provenientes do Ministério da Educação. Há um teto de R$ 20 milhões para propostas Regionais (que envolvam no mínimo três estados de uma mesma Região do país); R$ 10 milhões para projetos Interestaduais (com dois estados na mesma Região); e R$ 4 milhões para iniciativas Estaduais (feitas em apenas um Estado). Os projetos também devem atender pelo menos 30% de escolas “Maioria PBF”, definidas assim por serem compostas em sua maior parte por estudantes cujas famílias são beneficiárias do programa Bolsa Família.

O programa também conta com outras três iniciativas.

Confira o novo cronograma no link.

Fonte: MCTIC.