+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Parque Tecnológico Itaipu vai contribuir para Foz do Iguaçu ser polo de inovação

30/09/19
sri_adm

Parque Tecnológico Itaipu vai contribuir para Foz do Iguaçu ser polo de inovação

Na semana em que foi regulamentada a “Lei de Inovação” em Foz do Iguaçu, a cidade recebe a Conferência da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei) de Inovação 2019. Na cerimônia de abertura, na manhã desta quinta-feira (26), o diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), general Eduardo Castanheira Garrido Alves, afirmou que a instituição vai se aproximar da prefeitura para analisar oportunidades de desenvolver projetos em conjunto.

Iniciada nessa quarta-feira (25) com visitas técnicas que incluíram o Parque Tecnológico, a Conferência se estende até sexta-feira (27), no Rafain Palace Hotel & Convention, onde reúnem-se representantes de empresas, agências do governo e instituições de ciência, tecnologia e inovação. Além de compor a mesa de abertura, o diretor superintendente do PTI também vai integrar um painel com o tema “Ecossistemas de Inovação”.

Para o Parque Tecnológico Itaipu, o tema da conferência – inovação – faz parte da base de atuação da instituição, que concentra órgãos públicos e privados, empresas e instituições de ensino com essa finalidade. Conforme Garrido, o PTI está passando por um momento de reorientação de suas atividades, na busca pela redução da dependência em relação a sua mantenedora – a Itaipu, e a participação em um evento como o da Anpei é “uma excelente forma para construir oportunidades”.

Conforme o diretor superintendente, a usina até hoje foi a principal demandante dos projetos do Parque Tecnológico, mas a expertise adquirida permite que a instituição forme parcerias para o desenvolvimento de ações com outras empresas. “Participar desse evento e ter a oportunidade de trocar experiências é fundamental para nós neste momento que atravessamos”, destacou.

Garrido falou também sobre a Lei Complementar nº 283, regulamentada pelo prefeito Chico Brasileiro, que tem como objetivo criar um ambiente favorável para atrair empresas nas áreas de inovação, tecnologia e ciência, a fim de tornar Foz do Iguaçu um polo nestes setores. Também na abertura do evento, o prefeito agradeceu ao apoio que o PTI tem dado à tecnologia e inovação para o município, Estado e País, e afirmou que a intenção é tornar a cidade conhecida, além do turismo, como “capital da tecnologia e da inovação”.

O presidente da Anpei, Humberto Luiz de Rodrigues Pereira, comentou que a inovação é um “fator imperativo” para a prosperidade e o crescimento econômico, e que estamos em um momento em que precisamos “pisar fundo” rumo a esse objetivo. “Nós da Anpei estamos convidando todos os setores para construírem a narrativa do futuro que nós vamos escolher”, declarou.

Também fizeram parte da mesa de abertura da conferência o gerente de Inovação do Sebrae Nacional, Paulo Renato Macedo Cabral; o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), general Waldemar Barroso Magno Neto; o subsecretário de Inovação do Ministério da Economia, Igor Manhães Nazareth; o superintendente de Inovação do Governo do Estado do Paraná, Henrique Domakoski; e o assessor especial do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcio Nobre Migon.

Ecossistemas de Inovação

Na sexta-feira, às 14h30, o diretor superintendente do PTI participa do painel Ecossistemas de Inovação junto com Marcos Vinícius Souza, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo e Vinicius Roman, diretor técnico da Neo Ventures, com a moderação de Marisa Rizzi,  gerente de pesquisa e inovação na Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos.