+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Programa Cidades Sustentáveis é trabalhado com coordenadores municipais do Oeste

06/11/18
sri_adm

Programa Cidades Sustentáveis é trabalhado com coordenadores municipais do Oeste

s coordenadores do Programa Cidades Sustentáveis de 54 municípios se reuniram nesta quinta-feira (12), e mantém uma dinâmica nesta sexta-feira (13), em Cascavel, para cumprir mais uma agenda de preparação com vistas à consolidação de ações do programa na região Oeste do Paraná. Além disso, foi apresentado o Concurso de Boas Práticas e a proposta de adesão dos municípios ao Pacto Global, uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), com o intuito de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), também foram explicados. A interação entre os programas e a busca por resultados é o principal foco, segundo o assistente da Diretoria de Coordenação da Itaipu, Gilmar Secco.

O Programa Cidades Sustentáveis é disseminado pela Rede Nossa São Paulo e, na região Oeste é coordenado pela Itaipu Binacional e Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu.

Case

Um case apresentado aos coordenadores mostra que é possível obter retorno positivo e em pouco tempo. Carolina Freire Lima, diretora de Desenvolvimento Sustentável da prefeitura de Jaguariúna (SP) expôs como é trabalhado o Programa Cidades Sustentáveis no município. “Em um ano e meio obtivemos resultado muito positivo, principalmente em educação, saúde e segurança”, destaca.

Para a diretora técnica do Conselho dos Lindeiros, Sandra Finkler, é possível, a partir do ‘Cidades Sustentáveis’, melhorar indicadores e, por consequência, melhorar a qualidade de vida da população.

São 12 eixos temáticos em diferentes áreas, sendo que os indicadores estão associados aos eixos da plataforma e aos ODS.

A interação entre os setores administrativos e executivos da gestão pública são fundamentais para atingir os objetivos, de acordo com Gilmar Secco. Para tanto, os coordenadores passam por uma dinâmica de dois dias, aplicada por Tede William Camacho.

Boas Práticas

O evento em Cascavel teve a apresentação, aos coordenadores municipais do Programa Cidades Sustentáveis, do concurso de Boas Práticas, uma ferramenta de estímulo e base à composição de ações da página oficial do observatório.

A premiação do concurso contemplará tanto o setor público, quanto a sociedade civil e instituições de ensino. As inscrições estarão abertas de 16 de julho a 30 de outubro e podem ser feitas pelo site lagodeitaipu.org.br.

A premiação será destinada aos três primeiros colocados. O município que obtiver o primeiro lugar na categoria “público”, receberá como premiação um convênio especial de R$200 mil para implantação de projeto em sustentabilidade.

O lançamento oficial do concurso, conforme Gilmar Secco, está agendado para a próxima reunião da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop).

Fonte: A Gazeta Web/Assessoria