+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Projetos aprovados no Desafio Inova Oeste devem movimentar mais de 1 milhão de reais nos próximos meses

28/09/20
sri_adm

Projetos aprovados no Desafio Inova Oeste devem movimentar mais de 1 milhão de reais nos próximos meses

Um legado para os jovens e futuras gerações da Região Oeste do Paraná. Esse foi o tom da cerimônia de assinatura dos projetos aprovados no Desafio Inova Oeste 2020, na manhã desta sexta-feira, 25, no Parque Tecnológico Itapu (PTI-BR).

A solenidade marca o início das atividades de dez projetos de empresas de Foz do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon, Cascavel, Capitão Leônidas Marques e Toledo, que vão receber até 58 mil reais para investir no  desenvolvimento de produtos, consultorias tecnológicas, mentorias, compra de equipamentos, bolsas de pesquisa, entre outros, para melhoria de seus negócios.

Ao todo, será investido mais de R$ 1 milhão nos projetos selecionados, gerando alto impacto para a economia local.

Esse é o caso da empresária Kamilla Loyane Schmidt, de Cascavel, que pretende investir o aporte financeiro em ações de marketing e um site para o “Lolita Tickets” – um aplicativo que recebe cadastro de profissionais do seguimento de estética e gera descontos na utilização dos serviços. A proposta foi a melhor pontuada no edital do Desafio.

“Essa é uma grande oportunidade para melhorar nosso produto buscando atender mais profissionais que desejam utilizar o App”, explicou Kamilla, durante o evento.

Segundo Kamilla, a iniciativa deve beneficiar indiretamente outras empresas que precisaram adaptar suas atividades por conta da pandemia do novo coronavírus. “Todos ganham”, finalizou.

Para o diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu, general Eduardo Garrido, a ação – que compõe o Programa Acelera Foz – pretende deixar um legado de investimentos com foco em inovações e tecnologias com potencial de transformação do território para os moradores do oeste paranaense.

“Queremos que as futuras gerações cresçam motivadas e com um papel ativo nas universidades para criação de empreendimentos, negócios e startups para nossa região”, destacou Garrido.

Ramiro Wahrhaftig, presidente da Fundação Araucária, enfatizou o potencial do Oeste do Estado, que conta com um amplo leque de instituições de CT&I, como o PTI, o Biopark, as importantes Universidades, e a parceria com o setor produtivo e governamental local.

“Para nós, da Fundação Araucária, é bastante satisfatório contribuir como mais um agente de desenvolvimento em uma região repleta de ativos qualificados e com uma capacidade mobilizadora incrível para o ecossistema econômico do Paraná”,  salientou Ramiro, que participou do evento de forma remota.

Lançado no final de junho, o Edital do Programa Desafio Inova Oeste recebeu mais de 30 propostas de startups, micro e pequenas empresas da região com foco no desenvolvimento e implementação de produtos, serviços e melhorias de processos.

Segundo o presidente do Programa Oeste em Desenvolvimento, Danilo Vendrusculo, esses bons resultados devem ser compartilhados com a sociedade “para que outros empreendedores, estudantes, universidades e instituições… sintam-se motivados a participarem das movimentações na região”.

O Sebrae-PR integra o Desafio Inova Oeste, através do Programa Sebraetec, que oferece mais 140 serviços para os empreendedores.

“O impacto desses projetos nos municípios será de grande relevância”,  pontuou a consultora do Sebrae-PR, Camila Giacomeli.

Estiveram presentes ainda no evento, representantes da Itaipu Binacional, do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz), da Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi), do Sistema regional de Inovação (SRI), Iguaçu Valley e Visit Iguassu.

A cerimônia foi transmitida ao vivo e pode ser acessada nos perfis oficiais do PTI-BR (youtube.com/ptibrasil) e da Fundação Araucária (http://bit.ly/fundacaoaraucaria) no YouTube.

Sobre o Desafio Inova Oeste

O Desafio Inova Oeste é uma iniciativa do Programa Acelera Foz, ancorada pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) em parceria com a Fundação Araucária, Sebrae – PR, Itaipu Binacional, Iguassu Valley e Programa Oeste em Desenvolvimento, por meio do Sistema Regional de Inovação (SRI).

A ação tem como objetivo o desenvolvimento e implementação de soluções tecnológicas em micro e pequenas empresas ou startups, gerando alto impacto na economia da Região Oeste do Paraná como forma de enfrentamento à crise desencadeada pela Covid-19.

Especial: