+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Quais são as principais políticas públicas para ciência, tecnologia e inovação

07/01/20
sri_adm

Quais são as principais políticas públicas para ciência, tecnologia e inovação

O desenvolvimento de políticas públicas para divulgação e amadurecimento da ciência, tecnologia e inovação (CT&I) é função muito relevante do Estado brasileiro. Estas políticas passam por uma série de medidas e órgãos, beneficiando inúmeros cidadãos. Atualmente, o Governo Federal apresenta diversas dessas políticas. Neste texto, abordaremos as principais para a CT&I existentes hoje. Continue lendo e confira!

Principais políticas públicas para ciência, tecnologia e inovação

CNPq

CNPq é a sigla para Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Consiste em um órgão do Governo Federal, que como pode ser deduzido pelo seu nome, e tem como objetivo o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil. Os principais instrumentos do CNPq são as concessões de bolsa de estudo para pesquisadores em todo o país, especialmente docentes.

Além disso, o CNPq oferece bolsa para brasileiros que estão fazendo cursos estratégicos fora do país, especialmente para mestrandos e doutorandos. Os valores variam de acordo com cada caso. A instituição também financia eventos científicos como congressos, seminários, publicações acadêmicas, etc.

Para saber mais, acesse a página do CNPq.

CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior tem como principal objetivo o aperfeiçoamento de docentes. Para tal, concede bolsa de estudos e financia eventos científicos por todo o país. Seu público-alvo são os mestrandos e doutorandos.

Além disso, a CAPES estipula critérios para estabelecer as revistas científicas mais conceituadas do país, elabora a premiação de teses e dissertações mais relevantes, incentiva e financia a publicação de livros, entre outros.

Acesse a página da CAPES neste link.

FINEP

A FINEP é a Financiadora de Estudos e Projetos, empresa pública responsável pelo fomento à CT&I em diversas instituições, especialmente empresas e universidades, sejam elas públicas ou privadas. Esta empresa é vinculada ao Ministério de Ciência e Tecnologia e Inovação.

Confira mais informações no site da FINEP.

BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é um banco público de fomento mantido pelo Governo Federal. Tem sua sede em Brasília e conta com um escritório na cidade do Rio de Janeiro. Seu principal objetivo é o fomento de negócios em todas as esferas da economia brasileira, em especial construção civil, indústria, agronegócio e inovação.

Conheça mais sobre o BNDES no site da instituição.

EMPRAPII

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial consiste em uma empresa de caráter público que, como o próprio nome sugere, dedica seus esforços para a pesquisa e inovação industrial. Foi criada recentemente, no ano de 2013. Trabalha para aproximar a indústria e os institutos de pesquisa, otimizando a relação entre ambos e melhorando o quadro da inovação industrial no país.

Acesse o site da entidade para mais informações.

Fundações de Amparo à Pesquisa

As Fundações de Amparo à Pesquisa consistem em instituições de caráter estadual, cujo objetivo é semelhante ao de CAPES e CNPq. Contudo, funcionam para promover a ciência e inovação com caráter regional, voltado para resolver e entender problemas da realidade local, inerentes a cada Estado. Um exemplo de Fundação de Amparo à Pesquisa é a FAPESP, localizada no estado de São Paulo.

Existem muitos outros órgãos e políticas públicas para ciência, tecnologia e inovação no país — embora possa ser discutido se é o suficiente e se novas políticas deveriam ser implementadas. Além disso, o mercado adota vários mecanismos para promover a inovação, incluindo parcerias com instituições públicas, especialmente universidades.

Para saber mais sobre as principais políticas públicas para ciência, tecnologia e inovação do país, confira o site da ANPEI. Aproveite também para conhecer nosso Comitê de Fomento, braço de atuação para, dentre outras coisas, discutir o acesso aos principais programas de incentivo à inovação no Brasil.

Fonte: Anpei