+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Quatro equipes são selecionadas para a final do Hackathon do Pig Data

17/10/19
sri_adm

Quatro equipes são selecionadas para a final do Hackathon do Pig Data

Robô, sistema de interação com o cliente e ferramentas de inteligência artificial foram apresentadas por cinco equipes durante a semifinal do Hackathon (maratona de programação), realizada na última sexta-feira (11). A maratona ocorreu durante a 2ª edição do Pig Data, maior evento na área de tecnologia e inovação no oeste do Paraná, ocorreu no Biopark – Parque Científico e Tecnológico de Biociências, com sede em Toledo.

Das cinco, quatro equipes se classificaram para a final marcada para sexta-feira (18) na Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT). A equipe vencedora receberá um prêmio de R$ 2.500,00, a vice-campeã leva R$ 1.500,00, já a terceira colocada R$ 1.000,00.

O desafio

O desafio foi proposto pela Prati-Donaduzzi logo na abertura do evento. No pedido, “soluções de melhoria do mapeamento, relacionamento e atendimento de oito produtos OTCs (livres de prescrição) do portfólio da indústria”.

As propostas foram avaliadas por uma mesa composta por integrantes da Prati-Donaduzzi, Iguassu IT, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Schulze Inovação e Sicredi.

“Em pouco tempo de trabalho os grupos conseguiram compreender o desafio e propuseram soluções que chegaram próximas ao objetivo”, disse o gerente de Tecnologia da Informação (TI), da Prati-Donaduzzi, Marcelo Fiorin.

Segundo o gerente de Marketing da farmacêutica, Lucas Angnes, as sugestões apresentadas serão verificadas pela empresa que avaliará a possibilidade de implantação. “Achamos interessantes o teor das propostas e como os projetos foram conduzidos”.

1- Quatro equipes são selecionadas para a final do Hackathon do Pig Data.jpg

As propostas foram avaliadas por uma mesa julgadora. Foto: Igor Baggio 

Primeira vez

Era a primeira vez de Lucas Garcia em um Hackathon. O estudante de Engenharia da Computação disse que o maior desafio foi conhecer e estudar o mercado farmacêutico. “Foi uma grande experiência para a minha equipe, pois conseguimos pensar e desenvolver uma ideia diferente do que estamos habituados na graduação. Esperamos levar o prêmio”, disse.

 

Fonte: Notícias Prati Donaduzzi