+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Sebrae premia, nesta terça-feira, as melhores iniciativas empreendedoras em escolas do Paraná

01/07/19
sri_adm

Sebrae premia, nesta terça-feira, as melhores iniciativas empreendedoras em escolas do Paraná

O Sebrae/PR promove nesta terça-feira (02), às 15 horas, a premiação estadual do Programa Educação Empreendedora, que reconhece as melhores iniciativas de instituições de ensino paranaense destinadas ao estímulo da cultura empreendedora. A cerimônia vai acontecer no Auditório do Sebrae, em Curitiba (Rua Caeté, 150 – Prado Velho).

Segundo Rosângela Angonese, coordenadora estadual do Programa, o grande objetivo é reconhecer as ações que causem impactos positivos para os alunos e tenham potencial de modificar a sociedade.

“Os programas de empreendedorismo buscam despertar competências sócio emocionais, estimular a criatividade, a colaboração, a descoberta de atividades profissionais e a busca pelos sonhos desde os primeiros anos da vida escolar. Esse trabalho impacta não apenas os alunos, como também os professores, diretores e os próprios pais. Além disso, o Prêmio traz reconhecimento às escolas e aos municípios que passam a difundir os seus projetos”, afirma.

Ao todo, serão premiados cinco projetos em cada uma das quatro categorias: ensino fundamental, médio, técnico ou superior. Nesse ano, estão inscritas 218 iniciativas de todas as regiões do Paraná. O programa é destinado a professores, secretários municipais e estaduais de educação, reitores, diretores e coordenadores em todos os níveis.  Os vencedores receberão troféus e poderão representar o estado na etapa regional e, posteriormente, na nacional, que devem ser realizadas em agosto.

A premiação é realizada pelo terceiro ano no estado e inspirou a realização da primeira edição nacional em 2019. A cerimônia faz parte do Programa de Educação Empreendedora já atendeu, desde 2014, mais de 480 mil alunos, de escolas públicas e privadas, em 182 municípios. Os colaboradores do Sebrae realizam projetos e capacitações dos professores, diretores e secretários municipais de educação para estimular a realização de ações ligadas ao empreendedorismo.

Rosangela ressalta que o trabalho já rendeu frutos significativos em diversos locais do Estado. Segundo ela, universidades e escolas passaram a investir em ações, como a criação de núcleos de atendimento para quem quer empreender, a realizar eventos, introduzir disciplinas e até mesmo criar aceleradoras, como é o caso da PUCPR, da FAG de Cascavel e o Colégio Militar do Paraná. Ela também mostra como algumas cidades foram ainda mais além.

“Com o trabalho do Sebrae, hoje todas as escolas do ensino fundamental em Londrina instalaram um programa de empreendedorismo. Além disso, o município de Santa Helena, no oeste do estado, criou uma Lei em 2014 que exige o ensino do empreendedorismo em todas as escolas. São efeitos do programa”, afirma.

 

Fonte: Agência Sebrae