+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Startups do PTI apresentam potencial de crescimento no Show Rural 2020

05/02/20
sri_adm

Startups do PTI apresentam potencial de crescimento no Show Rural 2020

Três empresas incubadas do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) destacaram o enorme potencial que o agronegócio possui para o desenvolvimento de aplicações e soluções tecnológicas durante o Show Rural Coopavel 2020. As apresentações ocorreram nesta terça-feira, 04, como parte da programação do primeiro Fórum de Inovação Aberta.

Os empresários da Stac mostraram ao público um aplicativo que desenvolveram para os avicultores, que permite o monitoramento remoto dos dados de ambiência e do desenvolvimento do frango. A inovação permite que o produtor tenha acesso às informações de todos os aviários rapidamente em suas mãos, melhorando a produção e otimizando os custos operacionais. De acordo com o sócio-proprietário da startup, Mahuan Abdalla, o mercado é promissor, visto que o Brasil conta com mais de 21 mil aviários. São 9 mil apenas no Oeste do Paraná.

As exportações do agronegócio brasileiro, que ultrapassaram a marca de US$ 100 bilhões em 2018, e a participação do setor no Produto Interno Bruto (PIB), que foi de 21,2% no mesmo ano, foram as vantagens citadas pelo empresário da Brexbit, Cassiano Peres. A empresa tem expertise para otimizar processos do mercado agropecuário, visando um aumento da sua produtividade aliada à segurança prestada por tecnologias inovadoras. Por meio da tecnologia da blockchain – um banco de dados descentralizada e criptografado – a empresa já atua em ações como certificação de procedência de cafés especiais para exportação e rastreamento de embalagens de defensivos agrícolas.

Outra empresa que apresentou os seus serviços foi a AIS Ambientes Virtuais, que já desenvolveu soluções inovadoras relacionadas à realidade aumentada, realidade virtual e 3D para grandes empresas do Brasil nas áreas da indústria, marketing, turismo e eventos. De acordo com Yuri Sefrin, um dos sócios da AIS, essas soluções poderiam ser adaptadas para o campo. “A parte de agroindústria, principalmente, tem uma boa aderência”, explicou.

Edital de Incubação

Está marcado para esta quarta-feira, 05, às 9h, durante o Show Rural Coopavel o lançamento do novo edital da Incubadora do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). A proposta é aliar demandas de empresas de médio e grande porte do Paraná a empreendedores e startups dispostos a propor soluções.

O ganho de competitividade também é o principal objetivo do novo edital, que será dividido em duas etapas. Na primeira fase, serão recebidas demandas de empresas paranaenses, nas linhas de atuação do PTI: Agronegócio, Energia, Turismo e Cidades, e Segurança de Infraestruturas Críticas.

Na segunda fase, empreendedores e startups irão propor soluções para as demandas enviadas. A Incubadora do Parque Tecnológico vai selecionar 48 propostas, que receberão uma bolsa-auxílio para o desenvolvimento de um protótipo, em um período de dois meses.

Os protótipos serão avaliados pelas empresas demandantes e os oito projetos com maior pontuação entrarão para a incubação no PTI, onde terão acesso a toda estrutura da instituição, que inclui coworking, sala de prototipação e sala de design thinking da Incubadora, laboratórios, serviços e demais espaços do Parque.

Também receberão consultorias e mentorias, além de recursos para dar suporte ao desenvolvimento do produto, em um prazo de até doze meses.

 

Fonte: PTI