+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Unioeste auxilia na adaptação de robôs para desinfecção do Complexo Turístico Itaipu

16/06/20
sri_adm

Unioeste auxilia na adaptação de robôs para desinfecção do Complexo Turístico Itaipu

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), junto ao Parque Tecnológico Itaipu (PTI), a Superintendência de Informática e a Itaipu Binacional, desenvolveram duas tecnologias para auxiliar na descontaminação dos ambientes internos e externos do Complexo Turístico Itaipu (CTI).

O projeto iniciou após a suspensão das atividades acadêmicas no mês de março. O coordenador do projeto, professor da Unioeste Antonio Marcos Hachisuca, conta que ao pensarem em como auxiliar no enfrentamento e combate da pandemia da Covid-19, surgiu a ideia da adaptação dos robôs desenvolvidos para uso rural, apresentados no Show Rural do projeto Smartfarm.

Os alunos Lucas Caravaglia e Caio Cezar das Neves Moreira, do curso de Ciência da Computação da Unioeste, foram responsáveis pela adaptação da programação dos robôs para a nova finalidade e o funcionamento de forma autônoma, e coube ao aluno do curso de Engenharia Mecânica, Eduardo Dimas, a adaptação mecânica do robô.

O professor explica que a primeira solução conta com a tecnologia de radiação ultravioleta do tipo C (UVC). “Essa tecnologia é capaz de destruir a capa proteica e o material genético de qualquer tipo de vírus, assim como fungos e bactérias. Esse mesmo tipo de tecnologia deve ser utilizado para a descontaminação dos ônibus utilizados no transporte dos visitantes”.

Já o outro modelo, mais tradicional, permite a pulverização da solução de produtos de limpeza. Ambas as soluções podem funcionar tanto em modo automático como por controle remoto, via aplicativo.

Além do CTI, o Hospital Municipal Padre Germano Lauck também deve receber, em breve, dois modelos semelhantes para auxiliar no processo de esterilização do local.

Fonte: Unioeste