+55 (45) 3529-2045 plataformasri@pti.org.br

Workshop Internacional Sobre Tecnologias Assistivas é realizado entre 18 e 19 de Novembro

19/11/19
sri_adm

Workshop Internacional Sobre Tecnologias Assistivas é realizado entre 18 e 19 de Novembro

Para apresentar o que de mais moderno tem sido desenvolvido na área de tecnologias assistivas, nos eixos de educação, saúde e autonomia, bem como as políticas públicas que têm sido aplicadas em benefício das pessoas com deficiência, o Departamento da Pessoa com Deficiência da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e a Fundação Araucária estão realizando entre hoje (18) e amanhã (19), o Workshop Internacional sobre Tecnologias Assistivas. O evento conta com o apoio da Celepar, da Assespro e do Grande Oriente Paraná – GOB.

“O tema é muito importante para a sociedade paranaense e brasileira como um todo, e a realização do evento é uma oportunidade para conhecer quais são as iniciativas em relação às tecnologias assistivas e inovação que estão sendo desenvolvidas e trabalharmos de forma melhorada na área”, reforça o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig. O presidente reforçou a intenção de lançar chamadas públicas referentes às tecnologias assistivas e já anunciou que o próximo workshop internacional será realizado em novembro de 2020.

As tecnologias assistivas são recursos e serviços que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência e, consequentemente, promover vida independente e inclusão social. Nesta segunda-feira (18) o evento, que conta com participação da Escola de gestão em Direitos Humanos na organização, foi aberto ao público em geral que tem interesse em assistir as palestras e também conhecer as pesquisas em relação ao tema.

O chefe do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência da Sejuf, Felipe Braga Côrtes, lembra que há no Paraná vários grupos de trabalho que pesquisam e produzem tecnologias assistivas de forma isolada, com pouca conexão com outros grupos. “Temos muito capital intelectual no Paraná. Precisamos tornar esse processo mais eficiente”, diz.

Já a programação de terça-feira (19/10) é destinada apenas para pró-reitores e pesquisadores convidados. A abertura contou ainda com a presença da gerente sênior da Educação Superior e Ciência do Conselho Britânico – Vera Oliveira, diretor da Celepar – Pedro Carmona Galego, a Reitora da UENP – Fátima Aparecida da Cruz Padoan e o Desembargador Ricardo Tadeu da Fonseca, presidente da comissão de acessibilidade do Tribunal Regional do Trabalho.

“Esse workshop é a prova de que o investimento que fazemos em inovação não é direcionado apenas à tecnologia, mas sim a toda e qualquer pesquisa que beneficie a população”, afirmou o superintendente geral de ciência, tecnologia e ensino superior, Aldo Bona.

O evento também contou com o painel sobre políticas públicas e o estado da arte das tecnologias assistivas e a educação, e a saúde e a autonomia conduzido por renomados pesquisadores da área.

Por fim, as pessoas puderam contar com a palestra da Professora Doutora Annette Surrey, da Universidade de Surrey – Inglaterra. O tema foi: O Estado da Arte e as Políticas Públicas no Cenário Internacional.

“Devemos adaptar as tecnologias assistivas ao ambiente e cultura que possuem as demandas. Também ao recurso financeiro disponível, pois não podemos fazer algo grandioso, se não tem como ser mantido. O portador de deficiência precisa ser ouvido, ser protagonista da construção de tecnologias que sejam realmente úteis a eles”, ressaltou Annette.

Fonte: Fundação Araucária